segunda-feira, 24 de novembro de 2014

" LEVANTA-TE E ANDA " - JESUS

" EM VEZ DA DIFICULDADE, QUE DESEJAS?

(' Então clamaram ao Senhor na sua angústia, e ele os livrou das suas dificuldades.' - Salmo 107:19)

QUE TE IMPEDE DE TER ou usufruir daquilo que mais almejas na vida? Quais os impedimentos reais entre ti e o sucesso? A fim de conhecer o modelo de funcionamento do sucesso, é preciso saber como funcionam o pensamento e a mente e como eles influenciam tua vida.
No tocante à tua vida pessoal, aquilo que desejas e em que acreditas firmemente tende a acontecer. Se acreditas no fracasso, ele também ocorrerá. Tua mente inconsciente programará teu cérebro para o fracasso, caso creias nele. Uma vez estabelecido o programa mental, tudo se dará conforme a ordem que imprimiste nos bancos da memória espiritual.
Afirmas merecer o sucesso e a felicidade, por exemplo. Se por ventura trazes o contrário em teu íntimo, ainda que inconscientemente - talvez um pensamento enraizado de culpa e punição -, fazes com que, bem no fundo de tua alma, perpetue-se a crença de que não mereces ser feliz ou atingir o sucesso. Assim sucederá, e não atingirás teu objetivo de felicidade e satisfação pessoal.
No que se refere à força do pensamento, é preciso entender que querer é fazer, operar, abrir campo; é valer-se do método do universo para fazer as coisas acontecerem. O universo é a materialização do pensamento e do projeto de Deus . Antes que o mundo se tornasse tangível, houve um projeto, um mapa, um modelo mental, e somente então as coisas aconteceram, aglutinando-se em torno da ideia divina, materializando-se depois. Processo análogo ocorre em nosso mundo íntimo, ao interagir com o mundo palpável, em torno de nós.
Para que atinjas teu objetivo de vida, para que alcances a vitória, há que existir um projeto, um planejamento. Nada no universo acontece ao acaso. Nada no mundo objetivo se materializa sem que haja um planejamento inteligente e uma convicção forte de que se concretizará. Ou seja, organização e método são fundamentais para levar teus projetos a cabo com inteligência, visando a resultados satisfatórios. Apenas iniciar algo sem ter claros os passos, a metodologia ou o objetivo principal não te levará a nada, a nenhum resultado concreto, satisfatório.
Do mesmo modo, dedicar-se a alguma coisa acreditando que sua execução é difícil, dolorosa ou sofrível; afirmar o tempo todo que não gosta do que está fazendo - ou, no mínimo, faz por obrigação - é plantar o fracasso, a desilusão e perder tempo precioso com lamentações que não levarão a lugar algum. Por que iniciar um projeto já apostando que não dará certo? Alimentar a crença na dificuldade da situação não mudará os resultados para melhor.
Se precisas levantar-te cedo para tuas atividades e acreditas e afirmas constantemente quando é difícil fazer isso, que odeias acordar no horário necessário, por exemplo, apenas aumentas o grau de dificuldade e sofrimento. Reafirmando e alimentando a crença, nunca mudarás os resultados. Alguém já afirmou que, para as coisas serem diferentes, terás de fazê-las de maneira diferente. Nessa caso, significa ' bombardear ' tua mente com outras informações e alimentar teu espírito com uma nova crença, que substitui a antiga, assim reprogramando tua vida para a vitória.
Se tens dificuldade em atingir teus objetivos, em encontrar teu lugar na vida e realçar o lado bom de pessoas, coisas e situações, pergunto-te: em vez da dificuldade, que desejas para ti? Em vez de ficar reclamando sempre, por que não experimentas modificar  a forma de pensar e de programar-se?
Ao examinar essas questões, chegar-se à conclusão de que é preciso urgentemente refazer a programação da vida mental e emocional ou se permanecerá indefinidamente dando voltas num círculo vicioso de lamentações e viciação mental. Sim, pois fortalecer o fracasso, repetir que tudo é difícil, que é impossível, é um vício mental dos mais perigosos - e que pode até contaminar quem está ao teu lado. A pessoa se vicia em reclamar, em dizer que está difícil e, inadvertidamente, recusa-se a modificar. Como resultado, sobrevém o sofrimento íntimo, a desilusão, pois, em vez de mudar, põe-se a desejar que o mundo mude, que as pessoas mudem e o outro seja mais responsável ou faça sua parte com satisfação e qualidade, quando o próprio indivíduo não consegue ter satisfação; por conseguinte, os resultados não são de qualidade ou deixam muito a desejar.
É preciso ter coragem e desejar sucesso. Por isso a pergunta: em vez de dificuldade, que desejas para ti? A pergunta provoca reflexões, mas também incita à mudança de comportamento mental e emocional. Isto mesmo: emoções também são passíveis de reprogramação, tanto quanto crenças e pensamentos. Basta querer e se empenhar. De modo geral, as pessoas querem muito pouco, isto é, não tem vontade efetiva de mudar. Anseiam por resultados diferentes, mas recusam-se a mudar o jeito de fazer as coisas. Nutrem a convicção de que só podem fazer desta ou daquela maneira e fecham-se a outra forma de realizar seus planos. Fecham-se à mudança, que é necessária: portanto, caminham em círculo. Esse comportamento denota que lançaram à mente determinada crença ou conjunto de ideias, cultivando-os e adubando-os, evitando abrir-se a novos projetos e a uma forma nova de fazer, realizar e gerenciar. como consequência, colhem dificuldades e insatisfações.
É preciso ousar para mudar. Sem coragem, não há como obter novos resultados nem mesmo como ver as coisas sob uma ótica mais otimista. Se as coisas não vão bem, modifica a forma de fazê-las. Se os resultados estão insatisfatórios, muda a maneira de gerenciar, bem como as expectativas que alimentas. Em vez de dificuldades, que esperas do futuro? Que semeias? Como estás programando tua vida, teu trabalho, tua vida espiritual? Não temas abrir tua mente, pois teu cérebro não sairá voando por aí. É preciso renovar a forma como vês a vida e como semeias as ideias.
Pode ser que quando acordares, daqui a um tempo, o próprio mundo já tenha se modificado de tal maneira que te encontrarás ultrapassado. Então, que está esperando? É tempo de mudanças, e já!

ALEX ZARTHÚ, NO LIVRO QUIETUDE "

Nenhum comentário:

Postar um comentário