domingo, 12 de julho de 2015

VIVER UM SONHO... SERIA UM SONHO, NÃO?!


Rio de Janeiro, 11 de Julho de 2015 - 19: 55hs - Noite agradável.
Enquanto acaba de acabar um velho ano, uma velha vida, começa uma nova!
É a primeira vez que meu aniversário fez um tempo bom, e que eu não estava em casa! É a primeira vez que ninguém conseguiu me dar parabéns, então é meio estranho acreditar que hoje é meu " grande dia "! Seriam esses, sinais de que tudo será diferente? De que alguma coisa vai realmente mudar para melhor? De que algum dos meus planos vai finalmente virar realidade? Mas, qual plano? Quê plano? Eu posso me dar ao luxo de planejar? De me antecipar na ansiedade, me ver feliz e realizada, e depois, tudo ruir? Eu estou tão triste e desanimada, que não acredito mais em nada, não quero devolver forças pra minha esperança, ela sempre chora... Eu só consigo me sentir cansada, muito cansada... Vontade de dar uma de louca, jogar tudo pro alto, apertar o foda-se... Vontade de não querer nada, pois que é o querer quem me machuca! Queria me deixar envolver por promessas fáceis, de tudo! Queria me contentar com qualquer coisa, queria saber aguentar desaforos... E, não deixei de querer, mas meu querer não tem forças!
Queria ser normal, e fazer parte dessas turmas felizes de vinte pessoas bebendo na praia, levando uma vida descontraída, mas eu prefiro a praia vazia, só eu e o mar... Queria muito pegar qualquer um, mas minha atração tem vida própria, e ela escolhe! Queria trabalhar numa empresa foda, que me inspirasse a ser um ser humano melhor, que me ajudasse financeiramente e profissionalmente, que me fizesse acreditar que vale à pena lutar por certas coisas!
Nada na minha vida mudou ou melhorou, e nada vai mudar porque a vida não é extraordinária... Pra mim, é sempre uma facada quando eu menos espero...
Cansei de lutar, acreditar e confiar, e ver a vida dar certo pra gente safada! O que há de errado com a ordem das coisas? Aliás, qual é a ordem?
Nem sinto mais vontade de chorar, e nesse momento só sinto fome!


Nossa que louca! Estava com tanto sono que escrevi fome ao invés de sono... Tinha acabado de comer um pedaço de bolo enjoado, e escrevi, e dormi ali mesmo!


São Paulo, 12 de Julho de 2015 - 19:47hs - Noite agradável.
Só queria parar o tempo... Mas pará-lo, quando eu estivesse vivendo um momento plenamente bom... Eu ando com medo do dia seguinte, ando com medo do que vão fazer comigo, e do que eu possa fazer sobre!
De coração, eu não espero nada de bom na minha vida... A vida finalmente conseguiu me provar que não há pelo quê lutar! Nós nunca ganharemos!
Queria  uma boa notícia, uma boa surpresa... Queria acreditar que por um segundo vale à pena acreditar!
Queria parar o tempo e ficar uma semanas em silêncio, sozinha, absolutamente sozinha, mente vazia, e ir looooonge, talvez para o meu verdadeiro lar!
Queria não querer!


Tonight.

Nenhum comentário:

Postar um comentário