segunda-feira, 10 de abril de 2017

EU CONFESSO QUE ESTOU PERDIDA...



SABE??? EU ESTAVA ASSISTINDO À UM FILME QUE EU ADORO, e que há anos atrás me deixava sonhando, e hoje eu não consigo sentir nada...
Há exatos doze anos atrás, eu ouvi pela primeira vez a frase: " OLHA PRA VOCÊ ", vinda da televisão, de um cara que eu só conhecia por nome, mas naquele instante eu acordei... Eu não fazia idéia de que eu vivia para os outros e não para mim, de que eu tinha escondido minha alma em algum buraco dentro de mim mesma, e que eu precisava trazê-la à tona para viver como eu nunca vivi, viver pra mim, e foi o que eu fiz, nos últimos doze anos da minha vida!
E agora, depois deste filme, eu me dei conta de que, depois de todo o conhecimento que adquiri acerca do EU, do Poder que está em mim e que não era para dar aos outros, e do Bem em mim, do que eu significo pra mim, da importância e compromisso de cuidar de mim na Terra, eu me dei conta de que... Eu perdi minha alma, e não faço idéia de como resgatá-la! Quisera eu, que os bombeiros soubessem, quisera eu, que a polícia encontrasse...
Não digo que foi tudo o que passei nos últimos anos, mas talvez uma falta de maturidade para encarar tudo isso...
Eu me dei conta de que não acredito em mais nada, nem em ninguém... As únicas coisas na Terra que ainda me movem são meu gato, e meu próximo destino/trip... Hoje, HOJE, eu não quero mais limpar minha casa, e já vai fazer dois meses que me mudei, e tipo " foda-se "... Eu preciso arrumar outro emprego, mas, eu não quero... Não existe mais uma Michele/vontade comandando este corpo... Eu não sonho há muito com o " amor da minha vida ", os homens conseguiram me provar que isso não existe, alguém tem que abrir um espumante!
Eu olho meu passado e vejo uma menina ingênua e insegura entrando no mercado de trabalho pela primeira vez, mas com coragem, com um tom de " vamos lá " que hoje, com minha boa experiência, minha total segurança, eu não consigo ter... Eu fuço aqui, e tento achar aquela moça que saiu machucada da casa da mãe, e disse que queria um colchão no chão, mas que queria paz acima de tudo, e hoje tem seu lar, paga por ele, e até pode dizer que tem paz, mas a vontade de arrumar tudo e deixar tudo cheiroso, como tinha no Ipiranga, deve ter ficado por lá, em 2014... Eu olho aquela moça que suspirava assistindo a filmes românticos, e quando ouvia história dos começos dos romances, ainda acreditava que podia viver algo parecido, e hoje... Hoje não acredita em mais nada!
O que me agrada nisso tudo é saber que eu estou enxergando isso no exato momento em que está acontecendo, e que me preocupa, e que não aprovo, e que quero solução... Gente, eu não choro mais... Eu me sinto como uma folha ao vento, que só sai do lugar quando o vento empurra... Falta uma general, uma capitã para determinar minhas diretrizes...
Eu me pergunto o que pode ter afastado minha alma de mim... As decepções, uma atrás da outra? E quem não se decepciona 547 milhões de vezes??? E todo mundo não continua? Ou pelo menos força continuar... Eu só sinto um grande, um profundo nada no meu ser, e acho que preciso levar choque, forte, potente, pra acordar e continuar...
Eu juro que estou aqui me perguntando como faço pra trazer minha alma de volta! Há doze anos atrás, a dica era ME ouvir, fazer MINHAS vontades, deixar que MEU gostar comandasse minhas escolhas... Agora não só sei disso como é naturalmente rotina eu agir assim, e mesmo assim, diante das últimas tempestades, minha alma saiu correndo e não quer me dar pistas...
Rs, eu poderia me apaixonar, perdidamente por alguém, e... E eu não consigo mais acreditar nisso... Todo lugar que vou, todo tipo e/ou estilo de coisa que eu faça, há um eco, um vazio, esperando por mim... Não há sinal de " destino " pelo meu caminho... Eu poderia ganhar minha casa própria, num sorteio, se eu acreditasse em sorteios... Rs, eu ficaria imensamente feliz... Eu poderia ser aprovada em uma das maiores multinacionais aqui do Brasil... Apesar de reconhecer meu potencial para administrar e tocar uma empresa, bastaria ser funcionária de uma excelente empresa... E todas essas coisas não precisariam acontecer de uma vez, ou em toda a minha vida... Uma delas, talvez, fosse choque suficiente pra trazer a Michele de volta, pra tentar e buscar a felicidade...
Ela estava num lugar escondidinha dentro de mim, e eu à trouxe para a superfície na promessa de que agora seria a vez dela, eu toda era uma promessa de felicidade... Mas, como na vida de qualquer mero mortal, foi um tombo atrás do outro, lágrimas tantas que parecem ter se esgotado do meu ser... A Michele Alma voltou pro seu cantinho escondida, não quer contato comigo, não quer gritar pra mim e me dizer porquê...
Não foi minha culpa... Eu juro que tentei, e como tentei... EU SINTO MUITO!!!
Meu Deus, eu lutei tanto pra chegar até aqui... E hoje, como se o HD tivesse sido formatado, ou todas as informações perdidas, eu me sinto perdida, e não sei por onde começar... Quero dizer, você luta, luta, luta, e com o quê é recompensado para te motivar a continuar lutando?
Sabe, durante os últimos anos, a maior parte das pessoas que atravessam meu caminho são pra me ajudar... Elas não me conhecem, não se importam com minha índole, não querem saber de onde vim, porque estou aqui, mas só querem me ajudar, rsrs, como se na minha testa estivesse escrito " help me ", o tempo todo... Essas boas pessoas estão por trás de alcoólatras, drogados, gente fofoqueira, maledicente, mesquinha e pobre, para algumas coisas... E parece que de repente à vida sorri à elas, coloca eu em seus caminhos, e testa o quanto elas realmente são inúteis, e parece que a vida quando testa não se engana... Antes elas usassem mais seus lados bons...
Como eu consegui chegar à esse ponto???

08.04.2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário