domingo, 8 de janeiro de 2017

" JÁ QUE VOCÊ NÃO ESTÁ AQUI, O QUE POSSO FAZER É CUIDAR DE MIM... "


" PRA QUÊ FALAR, SE VOCÊ NÃO QUER ME OUVIR? "... Hoje faz um ano em que meu irmão foi internado, em que viu a rua ou qualquer rua pela última vez, a chuva, o ar lá fora, o tempo feio...
Ainda é inacreditável pra mim, parece que tudo não passa de um sonho ruim, que quando eu acordar e ligar pra ele, tudo vai voltar ao normal... Mas, ao mesmo tempo, me acostumei com o fato dele não estar mais aqui, e ligar pra ele seria bizarro!
Ele tremia e delirava de febre, quando eu e minha mãe entramos na emergência para ver seu estado e ficarmos à par da internação... Me assustei com os ossos do quadril tão expostos, ele estava tão magrinho e frágil, e naquele leito parecia um bebê inocente, requerendo cuidados especiais...
Eu e minha mãe nos pegamos juntas à ele, fizemos uma oração e depois começamos a conversar, e quando fomos embora, a febre dele tinha passado...
Foi nesse mesmo dia, que minha mãe disse que via ele indo embora...
Eu ainda não sei se é pior não amar ninguém para não sofrer com a partida, ou se é pior amar e fatalmente perder... Ainda não estou certa de que está tudo certo e que foi feita a vontade de " Deus "... Ainda não sei até que dia vou chorar com saudades dele, e não sei quando vou poder reencontrá-lo... O que eu sei é que conheci o Verdadeiro Amor no seu último dia de vida por aqui! Ele se tremia inteiro, porque o espírito se desligava do corpo, e claro que naquele momento, eu achando que era um pesadelo, ou efeito dos remédios, se soubesse MESMO o que acontecia, não ficaria em pé sobre minhas pernas... Mas, naquele momento, eu olhava pra ele, e amava tanto, que queria dividir minha saúde com ele, dar minha vida para vê-lo melhor, e saí irritada do hospital, tentando achar justificativa para minha irritação, e a verdade é que meu espírito sabia que ele estava indo embora daqui...
Com todo conhecimento espiritual que adquiri, e mesmo que ainda me falte muito, tenho o suficiente para entender esse tipo de situação, é difícil assimilar um acontecimento desse... É difícil aceitar que talvez demore uns 50 anos para vê-lo de novo, e talvez, quando eu me for, nem consiga assim tão fácil, porque não sei como ele estará, nem eu...
Hoje era madrugada e eu estava ainda no Aeroporto de Palmas - TO, e lembrando que fazia um ano que ele estava queimando em febre e minha mãe desesperada sem dormir, segurando as mãos dele e rezando...
Para as pessoas de fora talvez seja mais fácil achar palavras de conforto e consolo à minha mãe, mas para mim eu não vejo... É difícil consolar à mim mesma sobre essa dor que nunca vai curar, e te asseguro que não há conhecimento espiritual que faça você ter maturidade suficiente para aceitar a perda de quem ama numa boa... Eu sei que ele está vivo, eu sei que está melhor do que aqui, sei que vou reencontrá-lo, mas saber de tudo isso não me consola... Queria estar perturbando a vida dele como eu fazia, ligando toda hora, enchendo o saco, querendo comandar tudo, e mesmo que fosse sufocante, era só meu jeitão de tentar proteger aquele que foi incapaz de proteger à si mesmo...
É foda crescer e ter de lidar com o fato de que a qualquer momento alguém que amamos não estará mais por aqui... Que meu gato não vai durar pra sempre... Que amamos e perdemos, odiamos, e a pessoa vive pela eternidade aqui na Terra, rsrs... É foda lidar com o fato de que não controlamos nada, principalmente o ruim, já que o bom a gente planeja...
Só sinto saudades do meu irmão... Mas eu sinto ele longe daqui! Não faço idéia de onde está, mas sei que trabalha, que não para, e que não pode parar... Sua missão é contínua, assim como a cada um de nós, e lá ou aqui, não podemos escapar do compromisso de cuidarmos de nós e das pessoas ao redor, ou do máximo possível! Vivemos em sociedade, e se a vida nos colocou nessa condição, não deve ser para nos virarmos sozinhos... Além do quê, é tão bom se sentir útil, é tão bom estender a mão e conseguir tirar alguém da aflição, é tão satisfatório colocar um sorriso no rosto de alguém...

" QUALQUER DIA AMIGO EU VOLTO A TE ENCONTRAR
QUALQUER DIA AMIGO A GENTE VAI SE ENCONTRAR... "


20 de Dezembro de 2016, 23:26hs - Último dia de Primavera...

Nenhum comentário:

Postar um comentário