domingo, 3 de julho de 2016

DO INFERNO AO PURGATÓRIO - DANTE APENAS ESCREVEU A REALIDADE!



EM MEIO À UMA SOCIEDADE TÃO PAUPÉRRIMA DE PRINCÍPIOS MORAIS, onde todo mundo está completamente perdido no lamaçal de suas atitudes, de seus “ desejos “ sem limites, eu me sinto tão pequenininha, ingênua, quase inofensiva, quando penso que a maior dor da minha vida é a ausência de meu amado irmão.
Quero dizer assim: Não devo nada à ninguém, não fiz mal onde eu precise pedir perdão ou me perdoar só de lembrar, durmo tranquilamente todas as noites pois eu sei que no mundo não há ninguém que possa a qualquer momento descobrir algo em que eu esteja negativamente comprometida, E MESMO ASSIM, muitas vezes, me sinto pequena, pobre, solitária, suja, e indigna de receber “ graças dos Deuses “...
Canso de ver gente fazendo todo tipo de sacanagem com outras pessoas, à troco de dinheiro, a troco de vinganças impensáveis, a troco de interesses escusos, a troco de falso prazer, a troco de suprir os buracos da alma, que todo mundo tem, e ninguém “ paga “ nada, como acreditam os Judeus... A patifaria tem permissão e fácil acesso nessa esfera, e o Bem, o DIGNO, é mal quisto!
As pessoas me olham avessamente porque não conseguem me jogar um rótulo preciso, eu definitivamente não faço parte de massa alguma! Elas não conseguem me corromper e me igualar a nada nem ninguém, e por isso eu não presto... Eu estou aqui em cima, num balão, e como de lá de baixo elas não conseguem me ver, apontam o dedo dizendo qualquer coisa, e tudo o que dizem é incapaz de chegar perto do que eu sou...
É difícil pra mim viver uma rotina social e não me incomodar com o lixo no chão... Eu tenho que ir até lá, pegar e jogar na lata de lixo... Mas isso é só o lixo no chão! E o resto? Cabe em lata tanto lixo???
E aí, puta da vida, eu vejo, não só na minha experiência, mas em exemplos de outras vidas e em livros, que você pode nascer com o propósito do Bem, do Amor, da Verdade em seu espírito, e passar a experiência física todinha dedicado à isso, mas você vai se foder a cada escorregão que der... Enquanto que o filho da puta que aprontar com toooodo mundo, não poupar ninguém, ele vai se dar bem, e mais, se pedir perdão à Deus ou sei lá quem, só de pedir, vai pagar toooooodos os seus débitos, porque a misericórdia “ divina “ está de braços abertos – somente para filhos da puta!
Eu não entendo porque as pessoas não se questionam sobre essas dúvidas que todo mundo tem, e que tem vontade de sentar com Deus numa sala e resolver todas as pendências!
Quem é Deus?
Onde ele está com tanta sujeira e maldade acontecendo nesta Terra largada?
Aqui tem dono?
Por quê devo ser temente à Deus, ele existe?
Por quê temer, estamos falando de um monstro?
Por quê não duvidar?
Por quê não deixar de acreditar?
Onde tá o filho da puta que não enxerga a quantidade de gente que ainda vive na miséria neste mundo?
PÁRA DE TEMER O QUE VOCÊ NÃO CONHECE, COMECE À DAR CRÉDITOS PARA FATOS, NÃO PRA FANTASIAS!!!
Existem crianças neste mundo onde é possível contar todos os ossos das costelas, tamanha fome que passa, e o “ misericordioso “ deve estar se ocupando dos pecadores para não enxergar isso... Ou, fumando um charuto, assistindo tudo do telão!

 
Escrevi isso no dia 16/06/2016 - Indignada com a patifaria humana - terrestre! Existem motivos para essa minha raiva toda, e o maior foi ter aceito a nova chance de voltar aqui... Antes eu tivesse recusado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário