terça-feira, 5 de abril de 2016

SACODE ESSA PORRA, CARALHO!!!


ONTEM TINHA UMA MULHERADA NO METRÔ falando sobre espiritualidade...
Elas falavam que graças ao carma, a pessoa tinha que passar por determinada situação... Que o vazio que uma delas sentia era falta de Amor!
Eu fiquei pensando em mim mesma, na época dos meus “ vazios “...
Eu sentia um vazio imennnso na adolescência, como um buraco no estômago, mas era no peito, e eu também achava que era a ausência de um Amor, como se faltasse um pedaço meu, e ele estivesse nas mãos da minha “ alma gêmea “...
Custou muitas lágrimas, muita dor física e moral, entender que o famoso “ vazio “ era minha ausência!
Era exatamente a falta da minha presença na minha vida!
As pessoas no seu vai-e-vem, na sua rotina louca, principalmente na maior metrópole da América Latina, não fazem idéia de como estão distantes de si...
Elas acham, que falar de si mesmo é meio terapêutico, psiquiátrico, que o interno de cada um é área da medicina, e não DO SEU PRÓPRIO DOMÍNIO! Um assunto que não se discute, que é melhor não fuçar, ou, pior, “ como assim falar de mim mesma? “
O quê ganhamos com isso, afinal de contas, qual é a utilidade???
Pra quê pensar em si mesmo?
O quê demais eu sou além do que eu já sei???
SERÁ QUE EU JÁ SEI TUDO SOBRE MIM?
Engraçado, como a gente se ocupa 100% do tempo com a vida dos outros, com seus atos, com suas façanhas, e sequer sabemos o mínimo sobre nós!
Fomos ensinados, doutrinados, e até apanhamos para fazer pro outro, desde a infância, e nada para nós... A gente tinha que dividir o doce com o primo chato, que merda, mas se não dividisse éramos mal educados, e nossos pais ou tutores não podiam passar vergonha com uma criança mal criada, certo? Pois é, daí crescemos fazendo as vontades de todo mundo, a necessidade do outro, a urgência do outro, a dor do outro, porra, coitado do outro, e você? Nunca é coitado? Quem se ocupa com você enquanto você se ocupa com todo mundo? Quem se preocupa com sua dor? Quem SE IMPORTA com sua dor???
Quero dizer, no final das contas, de todas as contas, o que fez de você a vida toda?
Você fuçou pra saber?
Fez suas vontades, ou fez pra parecer isso ou aquilo?
Era sua necessidade, ou você precisava agradar?
Quando você comprou algum TANG na sua vida, que era do sabor que você queria?

Certo, daí não fez, não se ocupou com você, não ouviu você mesmo, não tomou conta do que o Universo lhe confiou nas mãos, que é você mesmo, e onde você está? Esse “ tudo isso “ pros outros levou à quê? Está satisfeito com você? Está satisfeito com sua vida?
Você está acostumado a dar tudo pra todo mundo, para que em contrapartida saia sugando todo mundo, pedindo esmolas...
Qual é a parte do VOCÊ SE PERTENCE que você não entendeu?
Até quando vai andar escorado na muleta dos outros???
Tem certeza que esse vazio é Amor de homem, de mulher?
Será mesmo que você se tem inteiro, pra se achar no direito de exigir dos outros?
Mas, pergunto, insisto, você sabe onde você está agora?
Sabe o quê fez de sua vida?
Sabe o leque de opções boas que a vida proporciona à você, se você permitir?


ATÉ QUANDO OS OUTROS EM PRIMEIRO LUGAR?
DE NOVO – ATÉ QUANDO OS OUTROS EM PRIMEIRO LUGAR???
MAIS UMA VEZ – QUE MERDA CÊ TÁ FAZENDO AÍ DENTRO???


...

Now.

Nenhum comentário:

Postar um comentário