quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

CONTAGEM REGRESSIVA - RELEMBRANDO ALGUNS NATAIS...

O MEU PRIMEIRO GRANDE NATAL INESQUECÍVEL foi há pelo menos uns vinte e cinco anos atrás, senão mais...
Eu e minha irmã mais velha tínhamos o sonho de ter um pinheirinho decorado em casa, e fomos em sua busca and apreensão!
Nossa casa ainda era barraco naquela época, não vivíamos na miséria, mas nossa vida financeira era o mais próximo possível do limitado!
Eu e minha irmã fomos no " terreninho " da frente de casa, pegar um galho de um pinheiro, e enterramos numa lata de tinta, e como não tínhamos enfeites, decoramos com o algodão que minha mãe usava para fins maternos com nosso irmão, que era bebê, rsrs...
Teve o Natal que nosso pai chegou de moto com uma caixa de papelão na garupa, e nossos presentes dentro... Eu ganhei o disco da Xuxa, a Mileide ganhou um jogo egípcio de cobras e jóias, a Cá ganhou Lego, e acho que o Edú ganhou Lego para bebês, não lembro...
O primeiro Natal sem o nosso pai foi estranho, mas foi muito bom! Já morávamos numa casa de blocos e concreto, e minha mãe comprou pinheirinho de verdade, e alguns enfeites para decorar! Comprou presentes para nós todos, e colocou pela manhã do dia 24 de Dezembro, em baixo da árvore... À noite, a primeira grande ceia, e desde então nunca mais parou, ufa!
Teve um Natal, acho que 1994 ou algo parecido, que comi tanto, tanto, taaaaaaaanto, que passei a madrugada vomitando... Minha mãe quase me matou com seus gritos, rsrs, porra, eu amo comer!
O Natal do ano de 1999, eu recebi o melhor abraço do mundo, que foi do japonês, e eu já estava apaixonada por ele, e não sabia, rsrs... ( A gente vai crescendo e as " importâncias " vão mudando, rsrs...)
O Natal de 2001, eu passei lendo " O Amor Venceu " - da Zíbia Gasparetto, e nossa... Senti uma paz tão grande! Tenho o mesmo livro até hoje, e pretendo lê-lo pela quinta vez!
No Natal de 2004, eu saí do Shopping Center Norte esgotada de tanto trabalhar naquele final de ano, e dormi beeeeem antes da meia noite!
O Natal de 2005 eu estava doente, e não sabia o que tinha... Absurdamente magra, como jamais fui antes, e nem depois...
Natal de 2007, eu passei a madrugada no telefone com alguém pendurado num orelhão da zona sul de SP, rsrs... Que saudades!!!
Natal de 2008, foi o último amigo secreto na família, e talvez o que eu mais ri, rsrs... Perdeu a graça depois disso...
No Natal de 2011, eu comi três pratadas de jantar, e foi a primeira vez na vida que fiz isso, seguidamente, porquê talvez tenha sido a primeira vez em que eu estava passando fome...
O NATAL DE 2012 FOI O MELHOR DE TODA A MINHA VIDA - Eu passei sozinha, pela primeira vez, e estava em Bertioga - SP, e nuuuuuuuunca senti tanta paz, e tanta presença de almas boas na minha " noite feliz "... Eu só estava fisicamente sozinha, mas não estava sozinha de fato!
Ano de 2013, primeiro Natal com meu neném, com apenas dois meses, deitado no meu ombro, enquanto eu dançava...
Natal de 2015... Ele ainda vai chegar, e pressinto grandes emoções, já que dezembro começou testando minhas estruturas... Não é fácil ser humana, não é fácil amar, não é fácil ter que lidar com o medo... Mas, é nessa hora que descobrimos o quanto somos capazes de superar tudo, ABSOLUTAMENTE TUDO!!!
E você, lembra dos seus grandes Natais???

Tonight.

Nenhum comentário:

Postar um comentário