sábado, 25 de julho de 2015

TO BE CONTINUED - JUST THINK ABOUT...


33 anos - (2015) = Complicado, olhar pro céu à noite  e ver a Lua sorrindo, sabendo que isso se deve graças à órbita da Terra, bruscamente alterada, ameaçando a existência da humanidade... Quando criança, eu corria olhando pra Lua, tentando escapar dela, mas era impossível... Hoje, meus olhos só tem preocupação quando olha pra cima... " O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraído "... Todo mundo é protegido enquanto está mergulhado na ignorância... E isso só faz bem! Porquê, quanto mais sabemos, quanto mais entendemos, quanto mais pisamos no real, mais passamos a não permitir tirar os pés do chão... A gente sabe que a possibilidade de cair e se arrebentar inteiro é muito maior, então é mais seguro ficarmos no nosso cantinho, quietinho, levando uma vida azeda...
Esse ano, não ouvi nem li " parabéns " de ninguém, ao menos não no dia 11, e se por um lado tive a estranha sensação de ser um dia comum, por outro, eu passava pela " Cidade Maravilhosa ", num dia de Sol, e assim começou meu novo ano!
Eu acho que TODAS as pessoas deveriam escrever um livro, pois a história de vida de cada um é extraordinária! Eu adoro sentar pra conversar e ouvir... Mesmo que muitas vezes eu reclame que ninguém me ouve, mas eu aprendo muito ouvindo... E já que eu me expresso melhor escrevendo do que falando, então eu permito que as pessoas me leiam... Chega um tempo em que você não se importa mais com presentes... Chega um tempo, que você DE VERDADE não se importa se alguém vai lembrar do seu " grande dia " ou não... Porque chega um tempo, que você deixa de exigir dos outros para exigir de você. E tudo o que você quer é que o dia seguinte seja tão tranquilo quanto está sendo o dia presente... Que você acorde com vontade de continuar, mesmo que você queira mais do que tem... Que possa sempre colocar as mãos no bolso e encontrar dinheiro para comprar uma barra de chocolate...
Passar muito tempo sozinha - não sozinha de companhias, mas de não poder contar com ninguém - faz com que você encontre caminhos para se viver bem, e se surpreender com o que é capaz de fazer por si mesma... Você olha pra um lado e pra outro, e não vê ninguém... Você quer falar, ninguém quer ouvir, e por mais duro que isso pareça, é o único meio de fazer a gente entender que sobra a gente mesmo, e que somos alguma coisa...
Enquanto você for abraçado todos os dias, você vai fazer idéia do que é precisar de um abraço e não ter?
Enquanto tiver as duas mãos inteiras, vai precisar usar só a esquerda?
Enquanto não tiver pressão alta, vai precisar abrir mão da pizza? E vai saboreá-la, sem lembrar que vai engordar???
O foda de quando você se toca que não pode contar com ninguém é saber que nunca pode e provavelmente não poderá! Cada um tem sua própria luta e jornada a arriscar, a decifrar... Mesmo àqueles que perdem tempo cuidando da vida dos outros, seu dia de prestar contas pela auto negligência certamente chegará...


44 anos - (2026) = Rs, minha maior preocupação até lá não é se estarei viva, mas como estará nosso planeta!
É claro que, em cinco anos que não moro na casa da minha mãe, cresci o que não tinha crescido até então, imagine somar isso com mais 11 anos seguintes... Eu estarei mais bonita, estarei mais madura, terei entendido muito mais coisas, e por aí vai... Meu neném estará com seus quatorze anos, idoso, e eu tendo que lidar com o grande dia que vou perdê-lo pra sempre, ao menos aqui na Terra! Não sei onde estarei morando, já que moro de aluguel... Não sei onde estarei trabalhando, mas tenho minhas grandes expectativas! Se a Terra sobreviver às terríveis previsões científicas, e tudo for uma grande farsa, espero ter realizado o sonho de conhecer Praga - República Tcheca! Espero ter lido todos os maiores e melhores livros que há no mundo... Espero ter pisado nos Lençóis Maranhenses... Espero que eu tenha cuidado da minha saúde como devo, e ando boicotando... Espero que o valor das pizzas sejam reduzidos à 90%!
ESPERO QUE A SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL SEJA FINALMENTE HEXACAMPEÃ!!!
Não podemos prever o futuro, mas a semente está hoje nas nossas mãos...
Pago pra ver como estará a Terra, com tudo o que está acontecendo na Natureza...
Pago pra ver o ser humano, que hoje é incapaz de respirar sem um celular, como viverá sem uma única árvore sobrevivente?
Talvez eu não esteja mais por aqui, e assista à tudo isso de camarote, de onde eu estiver... Não importa! Queria que o ser humano desse real valor à própria vida, respeito ao meio ambiente como um todo!
Será que, até lá, vou viver um Amor? Não sei se vou viver isso aqui, não consigo imaginar...
Será que, até lá, o Bem prevalecerá?
Estamos aqui pra isso, veremos!


Tonight.

Nenhum comentário:

Postar um comentário