sábado, 4 de abril de 2015

NÃO É RAIVA NÃO, ISSO É AMOR... POR MIM!



Eu não sei se é mimo, se eu sou revoltadinha da Silva de carteirinha...
Eu não me conformo, e não aceito o que está errado!
Rs, tuuuuuudo nesse planeta está errado, tudo o que as pessoas fazem é ilegal, tooooodo mundo tem maldade, mas eu acredito piamente num mundo perfeito, e por isso não aceito o mundo real! Vivo no mundo de minhas idealizações, e não piso no asfalto da realidade!
Eu não consigo me conformar com situações rotineiras, com opressão, com mentiras...
Se eu fosse conformada, estaria morando na casa da minha mãe até hoje, sendo sustentada por ela...
Se eu fosse conformada, estaria no meu primeiro emprego... Tem gente ATÉ HOJE, da minha época, nos mesmos empregos... Claro, estão ganhando milhões, como eu estaria se estivesse lá, mas eu não aguento!
Não sei se aguentaria um casamento... Eu acho que não nasci pra aceitar facilmente as coisas, as pessoas, as situações em geral...
Em se tratando de empresas, de área profissional, eu trabalhei e trabalho com gente que aguenta todo tipo de humilhação! Todo tipo de opressão e desrespeito... Acho, tenho certeza, que emprego é troca! Sou remunerada graças ao meu trabalho, não estou ali de favor, e tenho competência pra coisa melhor! As pessoas aceitam esse tipo de situação por conta do aluguel, dos filhos, do monte de contas que tem pra pagar, como se lá fora, não tivesse milhões de portas abertas esperando por você! TEM SIIIIIIIIIIIIMMMMM!!!
Não existe emprego perfeito, e não mesmo, quando não é o salário é a distância, quando não é a equipe são as regras, e quando não é tudo isso junto!
Conheço e trabalho com gente de uma competência extraordinária, de verdade, entra e sai de qualquer lugar, MAS TEM MEDO DE ARRISCAR! Rs, lamento que lá na frente, essas pessoas vão olhar pra trás e perceber que perderam uma boa dose de seus tempos, de suas vidas, com lugares que não as mereciam...
Eu estou morando na sexta casa, desde que saí da casa da minha mãe... Seia casas, cinco anos... Isso porque se eu não concordo eu pulo fora! " Ahhh, Michele, mas você tem que ser mais tolerante! "... Eu tenho que ser o que faz bem pro meu coração! Já não tenho porra nenhuma na vida, já não fiz curso de nada, já não vou conseguir mesmo uma casa própria, olha a minha idade! Então, porque raios vou aguentar desaforo? Em nome de que futuro? Não não, nem sei quantos anos tenho de vida, vai que morro ano que vem, mas pode ter certeza que não vai ser de desgosto, de nervoso... Primeiro minha paz, foda-se meus direitos... E é por isso que eu devo ter uns seis FGTS trancados na Caixa, graças a não aguentar desaforo, graças à pedir as contas e perder meus direitos trabalhistas... Já sou pobre, e também não ter integridade, pra quê viver? Sinto muito meu bem, mas aqui não!
Conheço gente que disse que eu tinha que tomar cuidado com o que eu escrevo no Facebook porque as empresas ficam de olho... Me chamem do que quiser, mas dentro de uma empresa eu me garanto, eu dou tudo de mim, e vou continuar falando palavrão sim! Conheço muuuuuuuuuitas, centenas de pessoas muito bem comportadas para a sociedade, mas na empresa passa o dia todo em redes sociais, fingindo que trabalha... Vá pra puta que pariu com tanta hipocrisia, eu sou competente, com ou sem o caralho na boca! E a sorte de muita gente é que não nasci empresária, senão, nem com celular entraria na minha empresa! Deus não dá asa à cobra, como diz o dito popular... Sou extremamente rígida comigo, pego no meu pé de verdade, imagine se eu tivesse meus funcionários...
Às vezes bate um desânimo, de que vai começar tudo de novo...
Se uma nova casa, aí lá vem esquentar com mudança, com dinheiro, com lugar que aceite meu gato, com lugares que não sejam perigosos, e adaptação, e nova condução... É foda! Quando me mudei pra cá, onde estou agora, foi em maio do ano passado, e só fiz limpeza no dia 24 de dezembro... Isso me dá uma exaustão, um esgotamento, que eu olho pra um lado e outro, e não quero fazer nada! Dá desânimo ter que arrumar tudo, pra de repente ter que se mudar de novo... É foda morar de aluguel, não poder arrumar as coisas como você gostaria...
Se um novo emprego, novas regras, novo horário, novo meio de transporte, novo salário e consequentemente nova forma de levar a vida pessoal... Só acho que, aguentar certas coisas porque " eu preciso " é desrespeito comigo... Desrespeito com a excelente funcionária que sou em qualquer lugar que eu entre... Não trabalho pela empresa, mas por mim! Não faço para agradar patrão, faço pelo prazer de me manter na ação! Detesto trabalhar com gente vagabunda, que trabalha só pra dizer que trabalha, mas não move uma palha para colaborar com nada... É incapaz de crescer por si, e de fazer o ambiente crescer! E o mais engraçado, é que funcionário assim o patrão nunca enxerga, paga o maior salário, e aí é que se você continuar nessa empresa é porque você de fato é um merda mesmo...
Você só sabe que a casa que vai morar tem goteiras no telhado quando está nela, e quando chove...
Você só sabe que a empresa é decente, te valoriza, quando é registrado... É até um caminho com volta, mas tem sequelas...
E como eu já disse, com tanto dinheiro que já ganhei na vida, eu hoje poderia estar tranquila, numa casinha pequeniniiiiiiinha, mas minha! Não teria vivido tudo o que vivi, que o dinheiro comprou, mas teria meu sossego, no lar... Mas, tem aquelas né... Se eu fosse daquelas que junta dinheiro desde os dezoito anos, de repente teria gasto com um belo casamento e uma casa pra morar, COM ALGUÉM! A vida sempre dá um jeito de se filha da puta com nossos planos, daí eu não teria vivido milhões de coisas por falta de dinheiro, e hoje com casa comprada, também não viveria por conta do casamento, e não venha me dizer que dá pra continuar vivendo a vida de solteiro, que não dá!
Daí eu optei por trabalhar e viver o presente... E foi assim desde que comecei, e com isso eu não tenho nada! Afinal, entre ter e viver, o que é melhor? Sabemos até quando vamos viver para comprar uma casa e ficar pagando durante 40 anos??? Sabemos que, se não comprarmos o bilhete daquela corrida, pode ser a última vez que vamos ver o Senna na jogada? Imagine quem comprou o bilhete pra ver ele bater naquele muro, ao invés de ganhar... Como podemos saber que é a última vez? A única chance, como diz Renato Russo?
NÃO SABEMOS, PORRA, NÃO SABEMOS!!! Pra quê acumular tanto ouro e não ter tempo de vê-lo brilhar???
Eu não me arrependo das minhas escolhas... Eu não lamento por hoje viver de aluguel nesse minúsculo quarto, num " conforto " cheio de limitações... EU VIVI!!! Se pudesse pedir, teria vivido o momento, e teria minha própria casa, um emprego maravilhoso, mas a vida não funciona como queremos, então eu vou viver o AGORA!!! Se depender de me pendurar em alguém que tenha condições financeiras de me bancar, pode ter certeza, que vou morrer pobre! Ou é por minha conta, ou não vou aguentar desaforo de forma nenhuma, em nome de qualidade de vida... Ter paz, e consciência limpa faz parte da qualidade de vida, e não vou crescer às custas de seu ninguém! Sou orgulhosa sim, se é esse o nome que se dá, mas demorei demais pra entender o quanto eu me tenho valor, e jogar tudo isso fora em nome dos meus anseios... E não vai ser com dinheiro que ninguém vai me conquistar! Ou seja um homem admirável, ou pode ir ali comer no boteco da esquina, que aqui prefere morrer sozinha do que na companhia de qualquer um...
Não é que eu me faça de difícil, já disse que pra quem eu quero eu sou a mulher mais fácil do mundo, mas só pra ele... Como alimentar a alma com umas fodinhas zuadas, esquecidas no amanhecer? NÃO NASCI PRO POUCO, ME RECUSO PRO POUCO! NASCI PRA SER AMADA!!!
Rs, ufa, foi tudo num fôlego só!

Tonight.

Nenhum comentário:

Postar um comentário