domingo, 23 de novembro de 2014

ONE SWEET DAY...

Hoje eu fui trabalhar pensando em como são felizes as pessoas que tem casa própria, e não sabem disso!
No quanto me dói, não ter começado a juntar dinheiro quando comecei a trabalhar na vida, e hoje ter meu cantinho, pequenininho, mas meu! Sem aquela preocupação com o dia de amanhã, com o aluguel de amanhã, com coisas que talvez eu não precisasse aturar, entende?
Mas, e como ficaria, todas as boas coisas que vivi, por conta do dinheiro?
Quero dizer, se eu passar a guardar dinheiro agora, pra dar entrada numa casa/apartamento, com cinquenta anos estarei feliz no meu lar, com meu nome, e durante vinte anos da minha vida, eu não vivi porra nenhuma, porque passei esses vinte anos guardando dinheiro pra ter uma casa com meu nome...
Eu pago aluguel, e assalariada como sou, não dá pra faculdade, não dá pra parcelar uma casa, e mais um monte de coisas... Pra tudo que tem três zeros, preciso juntar dinheiro...
E minha escolha, na minha opinião a mais sensata, é viver o momento! Deixo de fazer uma boa viagem para começar a pagar uma casa, e morro no mês seguinte... A gente sabe que a vida e impiedosa, ela aperta o foda-se, e não se importa se vai doer...
Não posso fazer planos à longo prazo, pois não sei se amanhecerei viva! Me preocupo hoje em dar tudo certo no meu serviço amanhã, mas não sei se chegarei até lá...
Opções de quem nasceu " sem " opções: Virar puta, ganhar R$ 4.000,00 por semana, ter que aturar cheiros e grudes e rolas diversas... E ter minha casa dentro de um ano! Ahhh, putas, vocês não fazem idéia de como admiro vocês! Sem demagogia, eu não tenho o peito que vocês tem pra enfrentar coisas aparentemente triviais...
Casar com um homem rico... Rsrs, é incabível essa situação pra mim, acho que virar puta é mais espontâneo, e não vou enganar ninguém! Não sei gente, não tenho estômago pra tamanha tramóia!
Conclusão: Continuar assinando holerites, sendo assalariada, e aproveitar o presente do indicativo! Pagar aluguel e ter que me mudar toda vez que alguma coisa não for do meu agrado, ou do agrado de quem me aluga... Dormir com quem me convém, e apenas por prazer! Juntar dinheiro quando a compra envolver bastante zeros... Fim de papo!
Não adianta eu me revoltar, e chorar, e querer bater na vida...
Tudo começou errado, mas vim pro mundo sabendo disso, eu escolhi assim, " eu nasci assim, eu cresci assim " , rsrs...
(Mas, de verdade, me sinto realmente triste, por gostar e querer tanta coisa, e não poder... Essa sensação de impotência só me dá vontade de chorar... Eu sinto muito pela minha sorte, e pelo gosto que tenho para as coisas! Poderia ser a esposa feliz com seus vários filhos, dividindo um lar com um cara qualquer só pra chamar de meu macho... Rs, ao menos não passaria o Natal sozinha! É, talvez o que eu acho que abomino, seja só inveja mesmo...)

Outubro, dia 29.

Nenhum comentário:

Postar um comentário