quinta-feira, 20 de novembro de 2014

" HUMMM, U MÃE TLÔCI UMA COISA BEM GOSTOSA PÚ MEU NENÉM "...

Eu estava brincando com meu neném (Gato), e pensando em como ele fez mudar a minha vida!
Eu passei a vida toda esperando ser amada, para daí saber o que é o amor... Esperava que minha família me amasse, ou que um príncipe me amasse...
Eu já tinha ouvido algo do tipo " é amando que você será amada ", mas talvez não tivesse entendido, ou não quisesse entender...
Quando faço minhas orações e peço por pessoas que acredito, nem lembram de mim, pode ser que eu esteja fazendo um Bem à elas, e a intenção é só essa. Mas eu percebo, que eu é que fico melhor com essa atitude, ou seja, eu demorei pra entender que é " dando que se recebe ", de fato!
Já aconteceu d'eu pedir por alguém que eu não queria que passasse por perto de mim, e de repente, eu me sentir bem depois do ato...
O mesmo ocorre com o Amor!
Eu tinha uma necessdade absurda de ser amada, e um medo de morrer sem saber o que é isso...
Claro que fui trabalhando isso, no sentido de, quanto mais eu estivesse ao meu lado e me conhecesse, mais eu me colocaria em primeiro lugar, e consequentemente me amaria...
Somado à isso, eu peguei meu neném pra criar, com um medo absurdo de não dar conta, de não conseguir, e hoje ele tem um ano de vida, em dezembro fará um ano comigo, e é a minha vida!
Eu chego do serviço, estou no portão ainda, e ele miando, me querendo de saudades...
Nem quer ração nada, quer primeiro carinho, mimo...
Às vezes eu olho pra ele, e acho que não mereço tanto amor assim...
E esse sentimento, essa relação, mesmo que para alguns sem importância, por ser apenas um gato, me fez um bem danado, pois eu vejo hoje, que eu desperdiçava essa energia boa, com quem não fazia questão de mim... É horrível se sentir rejeitado, negado, e acredito que com o passar dos anos, eu me acostumei a me sentir uma " nhéca " para os outros...
É difícil se sentir amado, e passar a se acostumar com isso! Se sentir querido, sentir que alguém faz questão da sua presença, no meu caso, assusta!
Não posso ser tão injusta, e dizer que não há nenhum ser humano que se importe comigo... Existe sim, na minha família mesmo, e isso ainda me assusta!
Eu não sei lidar com o Amor, porque tudo o que não conhecemos nos assusta!
Por outro lado, à medida em que fui vivenciando experiências amargas, principalmente nos últimos quatro anos de toda a minha vida, eu fui tendo mais respeito por mim!
Do tipo, pera lá, olha tudo o que passei e passo, pra ter que me humilhar por migalhas!
Não é passar a ignorar as pessoas que você fez questão a vida toda, mas gostar um pouco mais de você, do que delas!
Meu gato me ensinou a ver que eu não sou um monstro, que eu posso fazer o Bem, que eu tenho Amor dentro de mim, suficiente para amar muita gente, muita coisa, e fazer muita coisa boa... Ele faz questão de mim, apesar do que eu sou!
Com tudo isso, quero dar a dica à você, que se sente só e esquecido no mundo, que pede tanto a Deus para ser lembrado e amado: Tudo o que você deseja que venha dos outros, faça você, e faça à você! Oportunidades de amar e fazer o Bem não lhe falta aqui na Terra... Veja as crianças abandonadas ou doentes... Os animais esquecidos e largados por seus donos... A planta que precisa de água, o triste que precisa sorrir, aquele outro que precisa de um amigo, uma palavra apenas... Ore, por aqueles que te esqueceram na jornada! Procure fazer o Bem, e quando Jesus fala em dar a outra face, ele quer dizer para mostrar que existe outra forma de ação, que faz o Bem aos outros, e retorna à você!
Eu amo " minha vida ", eu amo meu neném !

Outubro, dia 12.

Nenhum comentário:

Postar um comentário